• Artista plástico

Magela Borbagatto

     Geraldo Magela dos Santos, mais popularmente conhecido como Magela Borbagatto, é um artista plástico autodidata que nasceu em Jacareí, mas foi em Santa Branca que residiu desde os seis anos e onde iniciou sua carreira como artista.  

     Morou por um tempo em São Paulo e chegou a se formar em Técnica de Desenhos em Projetos, porém nunca trabalhou na área. Logo após sua formação, passou a trabalhar no jornal O Estado de São Paulo. Não se identificando com a profissão, decidiu retornar à região do Vale do Paraíba e se dedicar àquilo que ele realmente gostava de fazer: artes.

     No início, sua arte era mais próxima de um hobby do que de uma profissão. Contudo, com o tempo, foi se tornando cada vez mais conhecido e, mais tarde, foi convidado a lecionar, para crianças, marcenaria artesanal, pintura e desenho. Daí em diante Magela conciliou aulas e projetos artísticos de modelagem de figuras durante mais de 30 anos.

     Devido ao sucesso em sua profissão, em 2013 ganhou um Prêmio Nacional por reconhecimento dos 30 anos de trabalho na área da cultura, sendo considerado Mestre da Cultura Brasileira. Em 2014, Magela foi reconhecido pela Prefeitura de Jacareí como Cidadão Benemérito. Para o artista, esses prêmios significam, em suas palavras, “receber um copo de água fresca depois de ter andado mil quilômetros”. Tais premiações são homenagens mais do que merecidas a esse Mestre da Cultura que contribui até hoje com a restauração da cultura popular! 

     Para saber mais: http://www.jornalolince.com.br/2013/dez/artes/5422-magela-borbagatto-mestre-da-cultura-popular

Em construção
 

Os Reis da Cultura, Uma Grande Folia

 

Retratos

    O calango é um tipo de música e dança presente nas festas fluminenses rurais, composto por sanfona, versos, desafios e refrões. As danças são realizadas em pares e quem participa são geralmente os mais jovens. Não se sabe exatamente a origem do calango, pois é pouco estudado, porém todas as hipóteses levam a crer de que o ritmo possui herança africana e sua popularização ocorreu no estado de Minas Gerais.

    As figureiras são artesãs que fazem peças de argila inspiradas no folclore do Vale do Paraíba (como santos e presépios).O pavão é o principal personagem feito pelas figureiras, desde que foi colocado um casal da ave no Parque Barbosa de Oliveira, em Taubaté.

Fotos durante a entrevista