O Vale do Paraíba  

    O Vale do Paraíba é uma região socioeconômica localizada no eixo Rio-São Paulo. Rica não somente por seu desenvolvimento tecnológico recente, como também pela sua história e identidade cultural própria. O território recebeu este nome pois abrange a nascente do rio Paraíba do Sul, entre a Serra do Mar e a Serra da Mantiqueira.

    Os estudos arqueológicos demonstram a grande importância do rio Paraíba para as comunidades indígenas que aqui habitavam. Existem registros de Sambaquis, principalmente na parte Fluminense, além de inúmeros sítios que foram habitados por comunidades ceramistas. Com a chegada dos europeus iniciou-se uma miscigenação intensa, que ocasionou a fusão das tradições africana, europeia e indígena, influenciando a cultura local.

    A produção agropecuária, desde a época colonial, ajudou a desenvolver a economia, principalmente com a criação de porcos, gado e plantação de açúcar e, no século XIX, com a produção de café. Neste período a região ganhou maior prestígio no cenário da economia e política nacional, quando o poder estava nas mãos dos poderosos latifundiários, os Barões do Café.

    Com o crescimento econômico do século XIX, o Vale acumulou grande riqueza e construiu sua infraestrutura permitindo o início da industrialização. O processo acentuou-se com a inauguração da Rodovia Presidente Dutra e da CSN (Volta Redonda - RJ), em meados do século XX.

    Hoje, o Vale do Paraíba é de extrema importância por ser um pólo tecnológico, parte de uma região metropolitana desde 2012 (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) e pelos centros profissionalizantes e de ensino superior.

    A cultura do Vale do Paraíba sempre esteve muito ligada a seu folclore, crônicas e lendas. Os acervos culturais e monumentos arquitetônicos retratam cada período de transformação da região. A riqueza do Vale não é apenas material, é também oral, como é fortemente percebido nas recordações de costumes, da culinária e da sabedoria popular.